As crianças que nascem no Hospital Estadual Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (Himaba), em Vila Velha, podem sair da unidade com a certidão de nascimento. É que o hospital possui um posto avançado de Registro Civil. O serviço surgiu de uma parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e o Cartório Dyonízio Ruy, de Vila Velha, que passou a oferecer o serviço no hospital em 2011, evitando que pais tenham que buscar outros lugares para fazer o registro.

O posto funciona de segunda a sexta-feira, das 9 às 12 horas, e está voltado apenas para registros de nascimentos e óbitos de crianças nascidas no Himaba. Mensalmente, cerca de 280 partos são realizados em média no Himaba. Todas as gestantes atendidas são orientadas pelo Serviço Social da unidade sobre a importância do registro civil de nascimento e são encaminhadas ao posto. O primeiro bebê registrado pelo serviço foi Alexandre Santos Siqueira, nascido no dia 3 de agosto de 2011. Ele veio ao mundo com 3.940 kg.

Estrutura

A Maternidade do Himaba oferece atendimento totalmente gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e funciona 24 horas por dia, sete dias por semana. Possui 36 leitos para obstetrícia em alojamento conjunto, quatro leitos de pré-parto, conta também com Unidade de Tratamento Neonatal (Utin) com 51 leitos, dos quais 30 são para terapia intensiva, 15 para unidade intermediária convencional e seis para unidade intermediária com método Canguru.